Você está em: Comunicação > Releases

Releases

14 de março de 2013

Mercado da moda movimenta a economia de São Paulo

Por: SPTuris

Tags:

Somente a SP Fashion Week atrai mais de 100 mil pessoas, entre profissionais, estudantes, empresários e público geral. Relevância mundial do calendário de moda paulistano agita o segmento e posiciona a cidade como a mais fashion da América Latina.

Principal semana de moda da América Latina, a São Paulo Fashion Week acontece de 18 a 22 de março, na Bienal do Parque do Ibirapuera, e apresenta as coleções e tendências da primavera-verão de 2014. De acordo com a organização, o evento atrai cerca de 100 mil pessoas, entre profissionais, estudantes, empresários e público geral.

O Observatório do Turismo, núcleo pesquisas da São Paulo Turismo (SPTuris, empresa municipal de turismo e eventos), realizou um levantamento durante a edição anterior, abrangendo as áreas de circulação de público no evento (não foram consideradas as áreas exclusivas para convidados, como lounges e salas de desfiles). A pesquisa constatou que aproximadamente 24,9% do público que circulava nos corredores da Fashion Week é composto por estudantes e 6,3% eram empresários do setor. Neste último grupo, 34,4% se identificaram como representantes da confecção têxtil e 47,8% do design de moda. O evento ainda contou com mais de 11 mil pessoas trabalhando direta ou indiretamente na produção, com destaques para as áreas de cenografia, costura, serviços gerais, segurança e modelagem.

O estudo aponta que 11,8% do público era de turistas, que permaneceram em média 5 dias na cidade e tiveram um gasto médio de R$ 2185 durante o período, considerando despesas com hospedagem, lazer, transporte e alimentação. movimentando mais de R$ 25,7 milhões na cidade somente com turismo – sem contar o volume de negócios gerado, que é de mais de R$ 1,5 bilhão, segundo a organização do evento. Metade das marcas participantes do evento afirmou atingir um faturamento superior a 30% com a SPFW. Os outros 50% registram patamares de até 10%.

O estudo contabilizou também a presença de mais de 2 mil profissionais de imprensa, entre eles 286 cinegrafistas e 352 fotógrafos, o que gerou uma mídia espontânea de mais de R$ 650 milhões na imprensa nacional e de mais de US$ 40 milhões no exterior. Durante o levantamento, os profissionais afirmaram considerar São Paulo, uma cidade geradora de tendências, um símbolo de um novo Brasil e da moda brasileira e que o SPFW divulga a moda brasileira e os talentos locais em nível internacional.

De acordo com o presidente da SPTuris, Marcelo Rehder, a capital paulista atrai a atenção dos estilistas, empresários e estudantes de moda porque expressa nesse setor a inovação e criatividade. “A moda brasileira vem ganhando espaço no mundo por unir as características da cultura local com as tendências internacionais, criando algo totalmente diferente, um estilo realmente inovador. E São Paulo é o ícone dessa indústria criativa no Brasil”, destaca. “Por esse motivo, criou-se uma movimentação muito grande em torno desse setor e a cidade se recria. Tanto é que aqui estão também a maior parte dos cursos de moda da América Latina, com universidades, cursos livres e profissionalizantes de alto nível”, afirma Rehder.

Além das duas edições anuais da SPFW, São Paulo é palco para várias outras atrações do segmento, como a Couromoda (Feira Internacional de Calçados, Artigos Esportivos e Artefatos de Couro), a São Paulo Prêt-à-Porter (Feira Internacional de Mosa, Confecções e Acessórios), o Encontro da Moda (Feira de Pedidos de Moda) e a Francal (Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios). O calendário já forma os chamados clusters do segmento, o que seduz, além de visitantes, profissionais do meio, empresários e criativos, movimentando ainda mais o mercado, a economia e reforçando a importância mundial de São Paulo para o setor.

Tanto é que, em 2012, a capital paulista foi eleita a sétima cidade mais importante da moda pelo Global Language Monitor, empresa norte-americana que analisa tendências com base nas mídias sociais. A cidade foi considerada ainda a mais fashion da América Latina.

Confira mais informações sobre o São Paulo Fashion Week

Estrutura Ocupacional

Profissionais envolvidos diretamente – 4338 (cenografia, serviços gerais, segurança, assessoria de imprensa e catering produção, entre outros)

Profissionais envolvidos indiretamente – 2929 (costureiras, modelos, cabeleireiros, camareiras e maquiadores, entre outros)
Imprensa – 2117
Compradores – 900
Patrocinadores – 1196
Mídias sociais
Monitoramentos
– 23282
Menções: Neutras – 70,2%; Positivas – 28%; Negativas – 2%
Procedência: Twitter – 84,8%; Facebook – 13,8%; Youtube – 2,4%

Perfil do público

Gênero: Mulher – 70,4%
Grau de escolaridade: Pós-graduação – 8,9%; Superior Completo – 43%; Superior incompleto – 26,4%
Faixa etária: 18 a 24 anos – 44,2%; 25 a 29 anos – 26%
Renda Familiar:
R$ 3111 a R$ 6220 – 32%
R$ 1867 a R$ 3110 – 18,9%
R$ 6221 a R$ 9330 – 16,4%
Procedência: Residentes – 88,2%; Turistas – 11,8%

 Programou-se para ficar mais dias em São Paulo?
Sim – 29,3%

Atividades escolhidas –
Lazer (42,1%)
Negócios (28,1%)
Cultura (28,1%)
Compras (7%)