Autódromo de Interlagos

21 de março de 2016

Autódromo de Interlagos presente nas memórias de Ayrton Senna

Por: Comunicação

Tags:

Para celebrar o aniversário de 56 anos que Ayrton Senna faria hoje, o Instituto que leva seu nome lançou um site com memórias do piloto brasileiro, falecido em 1994, cuja trajetória teve momentos marcantes no Autódromo José Carlos Pace – Autódromo de Interlagos.

A página Memórias de um Campeão conta um pouco da carreira do tricampeão mundial de Fórmula 1 com uma notícia diferente em cada um dos 365 dias do ano – de conquistas nas várias categorias nas quais Senna disputou até fatos e notícias em que ele foi destaque na imprensa.

Além do aniversário do piloto, março é muito representativo para os brasileiros, pois, durante um período, o mês abria a temporada do calendário da F1 com o Grande Prêmio do Brasil. E Ayrton Senna conquistou duas vitórias no Autódromo de Interlagos, nos anos de 1991 e 1993, que ficaram para sempre na história do automobilismo nacional.
• 24 de março de 1991: uma das vitórias épicas em Interlagos foi protagonizada por Ayrton Senna em 1991. Faltando apenas seis voltas para o final, ele perdeu a terceira marcha. Na sequência, perdeu a quarta e, com mais duas voltas, perdeu a quinta marcha. Mesmo assim, com apenas a sexta marcha, conseguiu levar o carro até o final e venceu a corrida para delírio dos fãs.
• 28 de março de 1993: largando na terceira posição, Senna teve sua segunda vitória no GP do Brasil em Interlagos, em uma prova histórica com piso molhado e a pista invadida pelo público.
• 26 de março de 1994: na abertura da temporada da Fórmula 1 daquele ano, Ayrton Senna garantiu a pole position no GP do Brasil no Autódromo de Interlagos.

S do Senna

Curva conhecida como "S do Senna". Foto: José Cordeiro/SPTuris

Curva conhecida como “S do Senna”. Foto: José Cordeiro/SPTuris

Nos anos 1980, a prova do GP do Brasil foi disputada no Rio de Janeiro, mas as reformas realizadas no Autódromo de Interlagos no final dessa década permitiram que a categoria retornasse à capital paulista em 1990.

Durante a elaboração dos projetos, uma das exigências era que o circuito fosse mais curto, já que a pista tinha 7.873 metros de extensão. E entre as pessoas envolvidas estava justamente o piloto brasileiro Ayrton Senna, que sugeriu uma curva em “S” no final da Reta dos Boxes.

Com isso, a pista ficou com 4.325 metros de extensão e posteriormente a curva ficou conhecida como “S do Senna”, num difícil trecho de forte desaceleração e desnivelamento do terreno.


Homenagem póstuma

278552_587356_kartodromo_ayrton_senna_090415_foto_josecordeiro_11

Kartódromo Ayrton Senna também tem kart de lazer noturno. Foto: José Cordeiro/SPTuris

Doze curvas, 1.150 metros de extensão e quase meia década de existência. Inaugurado em 1970, este é o Kartódromo de Interlagos, uma das primeiras pistas dedicadas à modalidade. Em 1973, na primeira prova oficial de Senna na pista, ele cruzou a linha de chegada em primeiro lugar no kart, aos 13 anos.

Considerado berço do automobilismo brasileiro – por onde passaram os principais pilotos tupiniquins – o equipamento foi rebatizado de Kartódromo Ayrton Senna em 1996, como homenagem ao tricampeão de Fórmula 1.

5 motivos pelos quais Interlagos é uma das pistas preferidas dos pilotos:
• 1 – É um dos autódromos mais tradicionais do campeonato – completou 75 anos em 2015
• 2 – Possui maior nível de dificuldade pelo grande desnível de 58 metros entre o ponto mais alto (Reta dos Boxes/ da Largada) e o mais baixo (Reta Oposta)
• 3 – Tem diversos pontos de ultrapassagem
• 4 – Tem boa cobertura asfáltica e com grande aderência, especialmente após as reformas de 2014
• 5 – É um dos poucos circuitos no mundo que tem o sentido anti-horário, gerando carga adicional de esforço físico pelos pilotos